MENU

23/06/2021 às 10h20min - Atualizada em 23/06/2021 às 10h20min

Iema lança exposição virtual do prêmio de fotografia ‘As belezas que Anchieta viu’

Da Redação

O Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema), por meio da Gerência de Educação Ambiental, lançou, nesta terça-feira (22), a exposição virtual do prêmio de fotografia “As belezas que Anchieta viu”. O concurso, realizado em parceria com as Secretarias do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama), de Turismo (Setur) e da Cultura (Secult), teve como objetivo resgatar as belezas naturais que São José de Anchieta encontrou no caminho pelo litoral capixaba de Vitória a Anchieta.

Para contemplar as fotos participantes do concurso, basta acessar: http://belezasqueanchietaviu.com.br. São quase 300 fotos, com destaque para as vencedoras. “Esse é um espaço para valorizar o trabalho dos participantes do concurso e fazer um paralelo entre história e meio ambiente”, explica a gerente de Educação Ambiental do Iema, Anna Tristão. “O planejamento inicial era fazer uma exposição física, mas, diante do cenário de pandemia, optamos por lançar um site”, conta.

Além exposição, é possível conhecer mais sobre o meio ambiente no Espírito Santo hoje e também na época em que o padre José de Anchieta andou em terras capixabas, já que a inspiração da exposição foi a Carta de São Vicente, que ele escreveu em 1560 e que descreve os detalhes da Mata Atlântica. “Esse espaço fala, inclusive, das atuais Unidades de Conservação, fazendo uma ligação entre a exposição e o trabalho do Iema”, aponta Fábio Reis, doutor em História e especialista em Espírito Santo Colonial, responsável pela criação do site.

A Carta, inclusive, está disponível na íntegra no site “As belezas que Anchieta viu”. “Busquei pinturas de fauna e flora feitos por viajantes e naturalistas também no período colonial brasileiro para ilustrar esse documento tão importante”, ressalta Fábio Reis. O site contempla um espaço sobre História, que traz a biografia de José de Anchieta e textos inéditos de Fábio Reis, que exploram a história da religiosidade e das relações com os indígenas no Espírito Santo colonial.

Também é possível ver algumas informações sobre os Passos de Anchieta, com fotos, o roteiro e destaques históricos do caminho que José de Anchieta fazia com frequência entre Vitória e Benevente (atual Anchieta). “Com isso, acredito que o site se torna o lugar ideal para se explorar conhecimentos históricos e atuais sobre o meio ambiente e a mata atlântica no Espírito Santo, celebrando o olhar dos próprios capixabas sobre esses elementos que marcam a nossa paisagem”, pontua o historiador.

O concurso

O prêmio de fotografia tomou como base a carta escrita por São José de Anchieta, tida como a primeira descrição detalhada da Mata Atlântica de que se tem conhecimento. A carta foi escrita no final do mês de maio, motivo pelo qual o dia 27 de maio é declarado como o Dia Nacional da Mata Atlântica, data em que se homenageia o relato e também o santo.

Os participantes poderiam se inscrever com fotos de paisagens, cultura, monumentos históricos, fauna e flora dos municípios de Vitória, Vila Velha, Guarapari e Anchieta. Os vencedores receberam câmeras fotográficas (para os primeiros lugares de cada categoria), tablets (segundos lugares) e kits de livros (terceiros lugares).

Também apoiaram o evento o Santuário de José de Anchieta, a Associação Brasileira dos Amigos dos Passos de Anchieta, a Agência de Desenvolvimento Turístico da Região da Costa e da Imigração (Adeturci) e as prefeituras de Anchieta, Vitória, Vila Velha e Guarapari.

Serviço:

Exposição virtual “As belezas que Anchieta viu”: http://belezasqueanchietaviu.com.br/

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Sugestões
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp