MENU

13/02/2020 às 14h46min - Atualizada em 13/02/2020 às 14h46min

Com aporte de R$ 2 bilhões, Viação Itapemirim pretende criar companhia aérea

A Viação Itapemirim pretende criar uma companhia aérea e teria fechado em Dubai acordo para receber um aporte de R$ 2,1 bilhões

Da Redação

Em entrevista ao Jornal Folha de São Paulo, o empresário Sidnei Piva, presidente da Viação Itapemirim – que está em recuperação judicial-, disse que a empresa pretende criar uma companhia aérea e teria fechado acordo para receber um aporte de R$ 2,1 bilhões, por meio de um fundo soberano dos Emirados Árabes Unidos.

Uma equipe do jornal viajou para Dubai após convite do Governo de São Paulo, que organizou uma comissão com o objetivo de atrair investidores para negócios diversos, entre eles o de logística.

Sidnei conta que a operadora deve receber a primeira aeronave comercial de passageiros no próximo ano e antecipa que foram encomendadas 35 aeronaves da Bombardier, sendo 15 com capacidade para 80 passageiros e o restante para 100 passageiros.

Atuação com aviação

A Viação Itapemirim, quando gerido pelo seu fundador Camilo Cola, operou, por meio da empresa Itapemirim Cargo, com voos 1991, com aviões comerciais de carga para voar de Viracopos, em Campinas-SP, para Manaus. Naquele ano, também operou na rota Campinas—Galeão—Recife—Fortaleza, quando competiu com a TNT Sava.

No ano de 1991, a Itapemirim operava com dois Boeing 727-100F, um deles proveniente da Varig. Funcionou até o ano de 2000, quando, sem nenhuma aeronave, teve sua licença cassada pelo DAC—Departamento de Aviação Civil.

Com informações Aqui Notícias

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Sugestões
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp