MENU

22/02/2020 às 08h00min - Atualizada em 22/02/2020 às 08h00min

Eleições 2020 - Contador de Anchieta é pré-candidato a prefeito

Da Redação

Semedo, assim é mais conhecido o contador que colocou o nome da disposição do Partido Progressista – PP, no município de Anchieta para concorrer nas próximas eleições como pré-candidato a prefeito.

Na verdade, ele nasceu nas Terra do Santo José de Anchieta e por lá passou toda a vida. É apaixonado pela cidade e defende a tese de que o município tem outros nomes com potenciais para administrar os sonhos do povo, além das famílias Assad e Petri, que se arrevesam no poder há décadas.  

Em uma conversa com o contador que integra a oposição ao atual prefeito, fazendo parte da Frente Única em Anchieta é hora de mudança. Aliás, Anchieta já passou da hora de ser vista por outros olhos além da Mineradora Samarco. “Só para complementar, Frente Única é a união entre Rodrigo Semedo, Alexandre Assad e Geovane Meneguelli, com intuito dentre nós em consenso depois lançar apenas um para disputar contra atual prefeito com apoio dos outros dois”, explicou.

Para Rodrigo, a cidade possui muito potencial e precisa explorar isso, como exemplo citou o Santuário Nacional São José de Anchieta e o turismo religioso jamais foi desenvolvido como deveria. Além do Turismo Semedo defende a tese da indústria e para ele, as administrações pensam apenas na volta da Samarco e não apostam no empreendedorismo e nem mesmo no incentivo a chegada de empresas maiores que gerem mais oportunidades ao anchietense. 

A entrada do contador na política se dá porque na cidade sempre focam em um membro de uma família ou da outra, e tudo permanece como antes. “Precisamos garantir futuro melhor não só para minha filha, mas para todos jovens e crianças que irão crescer em nossa cidade com oportunidades de bons empregos, geração de renda”, disse.

Quem é Rodrigo Semedo

Rodrigo Adolfo Semedo, 39 anos, é formado em Contabilidade, Administração e Direito, com escritório em seu município. A história desse jovem empresário é parecida com a de muitos no Brasil, origem humilde e pais separados, porém Rodrigo sempre teve uma luz que o guiava, a luz do conhecimento.

“Apesar de todas as dificuldades, eu nunca deixei de estudar, pois sempre sonhei com uma vida melhor, lutei muito e consegui”, salienta o contador.

Os pais de Rodrigo se separaram quando ele tinha apenas sete anos e para ajudar em casa ele trabalhou no colégio das freiras, de ajudante pedreiro, ajudante mecânico, chegaram a passar fome, mas com muita luta venceram: “Quando eu tinha 11 anos eu meu irmão mais velho 12, trabalhávamos de ajudante de pedreiro para colocar o pão de cada dia em casa. Depois trabalhei na Cesan, em seguida, no escritório de Contabilidade de Marquinhos e depois eu fui fazer faculdade de contabilidade não parei de estudar. Depois trabalhei em empresas multinacionais na controladoria. Depois adoeci, e montei meu escritório, hoje eu sou empresário”, relembra Rodrigo.

Mas, os sonhos de Rodrigo não param por aí, agora ele sonha em ser prefeito de Anchieta. “Meu sonho é que Anchieta seja uma cidade modelo no Sul do Estado, que os nossos filhos não precisem sair daqui para arrumar um emprego, que tenham prazer em permanecer na cidade que nasceu. Esta é a cidade que eu carrego no meu coração!”.

Fonte: Espírito Santo Notícias


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Sugestões
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp