04/01/2022 às 11h24min - Atualizada em 04/01/2022 às 14h00min

Medida provisória destina R$ 700 milhões a regiões atingidas por fortes chuvas

R$ 200 milhões serão destinados a compra de alimentos para grupos populacionais tradicionais e R$ 500 milhões para o Sistema Único de Assistência Social

Câmara
https://www.camara.leg.br/noticias/842813-medida-provisoria-destina-r-700-milhoes-a-regioes-atingidas-por-fortes-chuvas/
Camila Souza/GOVBA
Barco carrega um caixão numa rodovia inundada. Atrás várias pessoas caminham com a água na cintura

Barco carrega um caixão numa rodovia inundada. Atrás várias pessoas caminham com a água na cintura

Estrada interditada por enchente na Bahia

A Medida Provisória 1092/21 abre crédito extraordinário de R$ 700 milhões para o Ministério da Cidadania atender as regiões brasileiras afetadas pelas fortes chuvas de dezembro.

Os recursos devem ser destinados principalmente aos estados da Bahia e de Minas Gerais, que foram os mais atingidos pelas enxurradas que deixaram pelo menos 107 mil desabrigados e 31 mortos nos dois estados.

Divisão do dinheiro
A medida provisória direciona R$ 200 milhões para a distribuição de alimentos a grupos populacionais tradicionais e específicos e R$ 500 milhões para a proteção social no âmbito do Sistema Único de Assistência Social (Suas).

O envio de cestas de alimentos para moradores dessas regiões será feito em parceria com o Pátria Voluntária.

Rodovias e fundo emergencial
No dia 28 de dezembro, o governo já havia editado a Medida Provisória 1086/21, abrindo crédito extraordinário de R$ 200 milhões para recuperar rodovias danificadas por chuvas.

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), chegou a defender a criação de um fundo emergencial para garantir recursos para os estados e municípios conseguirem reconstruir estruturas danificadas em desastres naturais, como as chuvas que atingem as regiões Nordeste, Norte e Sudeste.



Fonte: https://www.camara.leg.br/noticias/842813-medida-provisoria-destina-r-700-milhoes-a-regioes-atingidas-por-fortes-chuvas/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Sugestões
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp