16/05/2022 às 13h43min - Atualizada em 16/05/2022 às 14h00min

Cores da bandeira LGBTQIA+ serão projetadas na fachada do Congresso nesta terça

Iluminação marca a data em que a homossexualidade foi excluída da lista de distúrbios mentais pela Organização Mundial da Saúde

Câmara
https://www.camara.leg.br/noticias/875846-cores-da-bandeira-lgbtqia-serao-projetadas-na-fachada-do-congresso-nesta-terca/
Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Congresso iluminado no Dia Internacional do Orgulho LGBTI em 2020

Congresso iluminado no Dia Internacional do Orgulho LGBTI em 2020

Congresso iluminado no Dia Internacional do Orgulho LGBTI em 2020

O prédio do Congresso Nacional recebe nesta terça-feira (17), das 19 às 21 horas, a projeção das cores vermelha, laranja, amarela, verde, azul e roxa, representativas da bandeira LGBTQIA+, em alusão ao Dia Internacional de Combate à LGBTIfobia. O termo se refere à discriminação baseada em orientação sexual e identidade de gênero. A iluminação especial foi proposta pela liderança do Psol.

A data marca a retirada da homossexualidade da lista internacional de distúrbios mentais pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 17 de maio de 1990. Até então, uma série de países ainda tratava homossexuais como pessoas com desvios patológicos mentais, o que levava a preconceitos e violações como terapias de reversão.

O objetivo das ações em torno da data é alertar tanto para as conquistas já alcançadas quanto para as barreiras que ainda precisam ser superadas para que sejam plenos e efetivos a inclusão e o direito à igualdade da comunidade LGBTQIA+.

De acordo com o Grupo Gay da Bahia, 300 indivíduos LGBTQIA+ foram vítimas de morte violenta no Brasil em 2021 (8% a mais do que no ano anterior). Foram 276 homicídios e 24 suicídios. Esses números colocam o País no topo do ranking mundial de nações com mais assassinatos de pessoas LGBTQIA+ (uma morte a cada 29 horas).



Fonte: https://www.camara.leg.br/noticias/875846-cores-da-bandeira-lgbtqia-serao-projetadas-na-fachada-do-congresso-nesta-terca/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Sugestões
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp